in Comportamento

Quem não gosta de contar com uma lista de contatos volumosa para envios de campanhas de e-mail marketing? Afinal, todo endereço de e-mail representa um lead, ou seja, uma venda em potencial e, consequentemente, mais lucro para a sua empresa.

Aumentar a base de e-mails é um dos maiores desafios dos profissionais que atuam na área do marketing digital. É importante ressaltar que há diferenças entre uma lista grande e uma lista saudável. Nós queremos a segunda opção, claro, porque é ela que vai trazer o ROI (retorno sobre o investimento) que você espera. Então para ter certeza que você segue este caminho, vale entender como funcionam as estratégias que visam o crescimento através de suas vantagens e desvantagens.

Os benefícios de uma lista de e-mails saudável

Ter uma lista de contatos saudável é primordial para começar ou até mesmo avançar com o envio de campanhas de e-mail marketing. A saúde da sua base pode afetar diretamente a entregabilidade das mensagens que, ao invés de chegarem ao seu destino final, podem acabar esbarrando em becos sem saída, quando houver e-mails inexistentes, ou serem reportadas como spam.

1) Peça permissão antes de qualquer envio

Preparar uma landing page com um formulário para cadastro é uma ótima forma de começar. Afinal, quem deixar seus dados no site, realmente estará interessado em ouvir o que sua empresa tem a dizer. Como um bônus, você pode aproveitar o espaço para coletar preferências sobre o tipo de conteúdo que será enviado. Além de aumentar o engajamento, a entregabilidade também sairá ganhando.

2) Invista no Opt-In e no Double Opt-In

Na dica acima já falamos sobre a permissão (opt-in) para o envio das campanhas. Com o intuito de reafirmar o desejo de seus destinatários em receber o seu conteúdo, envie também aquele e-mail adicional logo depois que eles preenchem o formulário de cadastro para confirmar o interesse. Este é o double opt-in, o maior nível de permissão que um usuário poderá conceder. Funciona como uma whitelist, ao indicar sua empresa como um remetente de confiança.

3) Siga as boas práticas do e-mail marketing

Como o próprio nome já indica, as boas práticas só irão trazer resultados satisfatórios. É uma troca mútua entre sua marca, que oferece conteúdo relevante a leitores interessados e que deram permissão para o envio, e seu público-alvo, que recebe o que realmente estava esperando.

email-marketing

Os malefícios da quantidade acima da qualidade

Se você está começando um negócio ou lançando um novo produto, já deve ter incluído o e-mail marketing em suas estratégias de comunicação. Como todo início, você precisará coletar endereços de e-mails antes de começar os envios das campanhas. Isso requer um esforço e pode deixá-lo tentado a investir na compra de listas de contatos, colocando quantidade acima da qualidade.

1) Fique longe das listas de contato compradas

Se você enviar milhares de e-mails para pessoas desconhecidas, além de chateá-las, você não alcançará potenciais clientes. Isso porque estes contatos, que poderiam ser convertidos lá na frente, não estavam esperando a sua mensagem neste momento.

2) Evite ver seu e-mail reportado como spam

Você ainda corre o risco de ver seus e-mails reportados como spam. E se você insiste nos envios para pessoas sem interesse e destinatários aleatórios, você está pedindo para receber reclamações. Isso definitivamente não é bom para você, nem para eles.

3) Preserve a entrega de suas campanhas

Além disso, listas compradas geralmente têm altas taxas de bounce, os temidos erros temporários ou permanentes, que impedem sua mensagem de alcançar o destino final, prejudicando diretamente a entregabilidade de suas campanhas. Outro indesejado adendo inclui spam traps, que podem levar seus e-mails para uma blacklist.

Portanto, diante das dicas que selecionamos para cada um dos tipos de lista, você consegue perceber qual é a mais benéfica? Enquanto a primeira lista prioriza as boas práticas do e-mail marketing (qualidade), a segunda leva em conta o volume de contatos (quantidade). Entre qualidade e quantidade, o primeiro impacta direta e positivamente na taxa de entregabilidade.

Conclusão:

Crie um relacionamento com sua base de e-mails para deixá-la viva. Se você sentir que sua lista está desatualizada solicite uma higienização, podemos te ajudar com isso. Mais importante do que ter uma lista inflada de contatos irrelevantes é ter uma lista saudável que trará muito mais resultado e com grande chance de crescimento.